Revista Vírus | LUPA CRÍTICA – SÓ FORÇA DA ESQUERDA MUDA PAÍSRevista Vírus
40037
post-template-default,single,single-post,postid-40037,single-format-standard,ajax_leftright,page_not_loaded,,qode-theme-ver-9.4.2,wpb-js-composer js-comp-ver-4.12,vc_responsive

LUPA CRÍTICA – SÓ FORÇA DA ESQUERDA MUDA PAÍS

LUPA CRÍTICA – SÓ FORÇA DA ESQUERDA MUDA PAÍS

Por Hamilton Octavio de Souza

EM DEMAGOGIA

A pior demagogia acontece quando lideranças e partidos políticos não seguem programas claros, prometem de tudo nas campanhas eleitorais e depois abandonam o povo para atender os grupos e classes dominantes. A demagogia dos liberais faz apologia dos mercados privados como se o país não tivesse tanta pobreza e não precisasse do Estado para assegurar os direitos fundamentais. A demagogia dos conservadores faz apologia da repressão como se o país já não castigasse os pobres para manter privilégios aos ricos. A demagogia dos populistas faz apologia das carências dos pobres sem assumir a luta contra corruptos, grandes proprietários e rentistas em geral. Chega de demagogia!

SÓ DESAPROVAÇÃO

Pesquisa do Instituto Ipsos, divulgada dia 29, mostra que a desaprovação dos políticos citados ou não para a disputa eleitoral de 2018 continua bem alta, acima dos 50% e muito acima da aprovação. Os índices de desaprovação atingem Michel Temer (95%), Aécio Neves (93%), Renan Calheiros (83%), Dilma Rousseff (78%), José Serra (75%), Fernando Henrique (72%), Rodrigo Maia (71%), Geraldo Alckmin (67%), Henrique Meirelles (65%), Fernando Haddad (59%), Lula (58%), Ciro Gomes (58%), João Dória (56%), Jair Bolsonaro (55%), Marina Silva (51%). Nenhum deles tem aprovação acima dos 50%, o que significa que o eleitorado ainda procura um nome com credibilidade.

INVENÇÃO ELITISTA

Em entrevista na Agência Saiba Mais (29.10.2017), o historiador Durval Muniz de Albuquerque Júnior, da UFRN, fala de seu livro “A Invenção do Nordeste e Outras Artes”, que descreve a criação do Nordeste como trincheira conservadora das elites agrárias, criada nos anos 1920, em “defesa de interesses ameaçados pelo processo de expansão do capitalismo, pelo processo de industrialização no país”, depois da implantação da República, fim da escravidão e do Império e com a emergência da sociedade de classes no Brasil, com a emergência da classe trabalhadora e das classes médias urbanas. O livro desmistifica boa parte das elites políticas que atuam até hoje em nome do Nordeste.

POBREZA MEDIDA

Estudo do Banco Mundial aplica nova metodologia para medir a população pobre de cada país, separando-os por faixas de renda média: nos países de renda média baixa é pobre a pessoa que tem renda diária inferior a 3,20 dólares (R$10,20); nos países de renda média alta é pobre a pessoa que tem renda diária inferior a 5,50 dólares (R$17,60), que é o caso do Brasil. Por esse critério existem 45,5 milhões de brasileiros (1/5 da população) vivendo abaixo da linha da pobreza, com menos de R$528,00 mensais. Os dados são de 2015, ainda no governo Dilma Rousseff. Só com os dados de 2016 e 2017 é que se saberá se a população pobre aumentou ou diminuiu no atual governo.

PROTEÇÃO TOTAL

Desde que foi preso o ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, condenado em vários processos de corrupção, já foi acusado de tratamento privilegiado no complexo do Bangu, depois foi transferido para o presídio de Benfica, reformado especialmente para ele e outros detentos vips, e agora acaba de ser beneficiado com habeas corpus pelo ministro Gilmar Mendes, do STF, para não ser transferido para outro estado, pedido pelo Ministério Público e acatado pelo juiz. Mais uma vez o ministro Gilmar Mendes atende demandas de presos ricos e poderosos. Ele já foi denunciado no próprio Supremo por ser leniente com os criminosos do colarinho branco. Até parece advogado de porta de cadeia!

DIREITO IGNORADO

Os reacionários costumam bater duramente em trabalhadores rurais sem terra e trabalhadores urbanos quando ocupam terras improdutivas e terrenos e prédios abandonados sejam para morar ou para trabalhar e sobreviver. Bradam com ferocidade contra a “invasão da propriedade privada” como se tratasse de algum “crime” hediondo. No entanto, a própria Constituição Federal, no Artigo 5º (item XXIII) e no Artigo 184, deixa claro que toda a propriedade precisa ter função social, ou seja, servir à sociedade e ao bem-estar coletivo. Mas qual a função social dos milhões de alqueires de terras, prédios e terrenos abandonados? A ocupação pelo povo é um direito constitucional. Nada mais justo.

ALIANÇA GOLPISTA

Por orientação do ex-presidente Lula, a executiva estadual do PT de Alagoas aprovou, dia 31, retornar à base aliada e ao governo de Renan Filho, do PMDB, dos quais se afastaram depois que o senador Renan Calheiros e o partido do governador votaram a favor do impeachment de Dilma Rousseff. A recomposição da aliança PT-PMDBestá sendo negociada em outros estados nordestinos como Sergipe, Ceará e Piauí. Campeão de processos de corrupção no PMDB, Renan Calheiros articula o apoio de outros políticos da velha oligarquia peemedebista ao ex-presidente Lula, que também é réu em pelo menos dois processos de corrupção. Todos juntos de novo na busca de salvação em 2018.

ESCALADA VIOLENTA

Levantamento do Fórum Brasileiro de Segurança Pública revela que o número de homicídios praticados por policiais de 2009 a 2016 deu um salto de 194%, pulou de 2.177 pessoas mortas, em 2009, para 4.224 pessoas mortas, em 2016. Foram 7,5 casos por dia, um a cada 3 horas. No mesmo período, o aumento de policiais vítimas de criminosos foi de 165,5%, pulou de 264 casos em 2009 para 437 policiais mortos em 2016. De acordo com os dados de 2016, a letalidade da polícia atingiu principalmente homens (99,3%), jovens de 12 a 29 anos (81,8%) e negros (76,2%). A violência do Estado é bem maior e atinge a população pobre das periferias e comunidades. Barbárie inaceitável!

DEFESA INDÍGENA

O filósofo e indigenista Lindomar Dias Padilha denuncia a articulação do governo do Acre para desacreditar o CIMI e lideranças indígenas críticas ao projeto de exploração capitalista da floresta. Segundo ele, mais de 80 entidades publicaram uma “Moção de Repúdio e Solidariedade Frente a Ameaças às Lideranças no Acre” que diz o seguinte: “Denunciamos e repudiamos especificamente as tentativas do governo do Acre e de organizações não governamentais ligadas a ele de difamar tais críticos, ao alegar que os questionamentos por eles articulados inviabilizariam a chegada de recursos que poderiam beneficiar povos das florestas no Acre”. Total solidariedade ao CIMI e aos povos indígenas!

PERSEGUIÇÃO POLÍTICA

O historiador Mario Maestri denuncia perseguição aos militantes anarquistas que organizaram uma feira de livros no Colégio Municipal de Porto Alegre. A feira foi cancelada e na porta do colégio havia o seguinte aviso: “Na manhã de ontem (25/10) a Polícia Civil Gaúcha cumpriu em Porto Alegre (RS) e na região metropolitana uma dezena de mandados de busca e apreensão em espaços libertários e casas de indivíduos que identificaram como anarquistas”. Para o historiador, trata-se “da criminalização de toda a proposta de resistência política e social contra a ditadura impiedosa do capital sobre o mundo do trabalho e a população em geral”. Só falta mesmo queimar livros e quem pensa diferente!

 

CONTINUA NA PRÓXIMA SEMANA…

Comente com o Facebook

Autor

Hamilton Octavio de Souza
Hamilton Octavio de Souza

Hamilton Octavio de Souza é jornalista profissional desde 1972, trabalhou na imprensa corporativa, sindical e popular, foi editor das revistas Sem Terra e Caros Amigos e colunista do jornal Brasil de Fato. Foi professor da PUC-SP por 34 anos, chefe do Departamento de Jornalismo e diretor da Apropuc. Faz parte da equipe de VÍRUS e colabora com o Correio da Cidadania, entre outros veículos.

No Comments

Sorry, the comment form is closed at this time.